jump to navigation

Jogos que deveriam existir #3 setembro 25, 2009

Posted by Zé in Jogos que deveriam existir.
Tags: , , , , ,
2 comments

O que pode ser dito sobre José Meyer? Ele é um ator que sabe interpretar apenas um tipo de papel nas novelas: o garanhão que começa casado com uma mulher da sua idade, se separa e a começa a pegar todo o elenco feminino… hum, acho que ele seria um idiota se ele quisesse um outro tipo de papel. Zé Meyer é tão fodástico que é chamado de Chuck Norris brasileiro, e dá para entender o porquê: a sua longa lista de conquistas o torna um deus entre os homens, quase tão poderoso quanto Chuck. Sem mais delongas, vamos ao jogo que deveria existir:

Zé Meyer: a arte da conquista

O ano é 2019. Zé Meyer, já com 70 anos, decide finalmente se aposentar e deixar a vida de garanhão, pelo menos na prática. Ele monta uma sociedade secreta de treinamento de garanhões, e você é o aprendiz que mais se destacou. Terminado o seu treinamento, a sua jornada para se tornar o maior conquistador de todos começa.

O jogo seria uma espécie de GTA: você está livre para andar pela cidade, comprar coisas e pegar mulheres, mas o foco está nas novelas. Para avançar no jogo, você deve entrar em diversas novelas, atuar bem como um garanhão e pegar o máximo de atrizes possível, tanto na ficção quanto na vida real.

A cada papel e conquista bem sucedidos, você ganha dinheiro e GP (garanhão points). O dinheiro é usado para comprar itens, como roupas novas e acessórios que te fazem mais atraente, carros e casas para causar inveja nos outros atores metidos a pegadores e o artefato supremo: uma máscara com o rosto do Zé Meyer, que garante uma conquista imediata de todas as mulheres num raio de 200 Km.

O item supremo do jogo: a máscara do mestre

O item supremo do jogo: a máscara do mestre

O GP é utilizado para aprender novas técnicas de conquista com Zé Meyer, como o olhar sedutor, a voz de macho, a capacidade de ouvir o que as mulheres têm a dizer e a “pegada”, a técnica suprema de Zé Meyer, tão poderosa que pode deixar qualquer mulher maluca, e é passada de geração para geração de garanhões.

Se você sempre se irritou com Zé Meyer por ele ser um garanhão que pega todo o elenco feminino das novelas (as presas da vez são Taís Araújo e Giovanna Antonelli, filho da mãe…), aqui está sua chance de ser como ele!

Chances desse jogo existir: Se Zé Meyer fosse americano, uma companhia como a Rockstrar provavelmente já teria criado esse jogo. Infelizmente, a versão tupiniquim de Chuck Norris não tem respaldo internacional, então provavelmente esse jogo só existirá na minha mente maluca.

Não importa onde você esteja, Zé Meyer está de olho em você!

Se você for mulher, Zé Meyer sempre está de olho em você!

Anúncios

Jogos que deveriam existir #2 setembro 8, 2009

Posted by Zé in Jogos que deveriam existir.
Tags: , , , , , ,
1 comment so far

Qual personagem do mundo dos games é verde, irritante e enche mais o seu saco do que te ajuda? Se você respondeu Slippy Toad… bem, você está certo, mas não é dele que eu estou falando. Estou falando de Tingle, personagem da série Zelda que apareceu pela primeira vez em Majora’s Mask, voltou em The Wind Waker e até ganhou sua própria série de games para DS!(que bom que estes jogos só ficaram no Japão…)

Para quem não conhece este mala sem alça, que sorte, mas vou estragar sua vida e resumir a história dele e sua função nos jogos rapidamente. Tingle é um homem de 40 anos que vive com seus pais e veste uma túnica verde, pois acredita ser um homem fada, e sempre que você fala com ele (acredite, você vai ser obrigado a falar muito com ele) ele diz sua frase característica e extremamente irritante: Kooloo-Limpah!  A função deste personagem em Majora’s Mask é te vender mapas de cada região do mundo, então a cada nova área que você explora, você tem que conversar com esse chato para comprar o mapa. Em Wind Waker sua função é similar: ele te dá mapas que mostram as localizações de tesouros no mundo.

Kooloo-Limpah! Um Tingle incomoda muita gente...

Kooloo-Limpah! Um Tingle incomoda muita gente...

Enfim, agora que vocês conhecem esta abominação, vamos ao jogo que deveria existir:

Tingle deve MORRER

Pode parecer cruel, mas não é. Digitem no Google “Tingle die” e vocês vão ver quantos tópicos em fórums já foram criados para discutir modos de matar este personagem (sim, ele é MUITO irritante). O jogo seria bem simples: você controla Link, e Tingle está na sua frente, enchendo o seu saco.

Você pode usar todas as armas do personagem possíveis para acabar com Tingle: use a espada para cortá-lo em dois, as bombas para explodi-lo em 489734843 pedaços, atire flechas de fogo e queime aquela roupa idiota, se transforme em lobo e devore ele (se bem que essa não é uma idéia tão boa, vai dar indigestão depois) e o meu favorito, deixe as galinhas nervosas e coloque a culpa em Tingle para elas bicarem o personagem até a morte.

A cada nível que você passa, mais Tingles aparecem na tela (sim, existe mais de um Tingle, ele tem sósias…) e  é necessário acabar com todos eles da forma mais rápida e criativa possível. Nesse jogo você não vai salvar Hyrule e a princesa Zelda, mas com certeza vai livrar o  mundo do personagem mais chato da série Zelda. Isso já é bom de mais, não é?

Quatro Tingles inco... quatro Tingles?!?!?! Com licença, vou me jogar da janela.

Quatro Tingles inco... quatro Tingles?!?!?! Com licença, vou me jogar da janela.

Chances desse jogo existir: Oficialmente, nenhuma. Os produres de Zelda e o público oriental, diferente de nós aqui no ociente, adoram esse personagem (vai entender…). Mas acho possível que um “fã” crie esse jogo, pois a demanda é realmente muito grande.

Jogos que deveriam existir #1 agosto 26, 2009

Posted by Zé in Jogos que deveriam existir.
Tags: , , , , ,
4 comments

Decidimos criar essa sessão no blog para debatermos idéias malucas de jogos que gostaríamos que fossem lançados. Se você tiver alguma idéia de jogos que deveriam existir, mande para nós no emeio joguepense@gmail.com. Sem mais delongas, um jogo que deveria existir com certeza é este:

Samus Strip Poker

Ok, eu admito… não tenho a menor noção de como se joga poker, mas se esse jogo existisse, eu aprenderia as regras em cinco minutos. Todo mundo que já jogou Metroid sabe que Samus é com certeza a mulher mais forte e incrível do mundo dos games, mas aquela armadura esconde suas verdadeiras qualidades. Agora, imagine jogar uma partida de Strip Poker com Samus: a cada partida que você vence, ela tira uma parte da armadura. Hum, sexy!

Ah...Samus...

Ah, Samus...

Mas o jogo seria extremamente difícil, afinal estamos falando de Samus. Perca uma partida, e game over, ela explode sua cabeça com um míssil. Com certeza um jogo assim seria um ótimo fan service que a Nintendo faria aos jogadores de Metroid.

Chances desse jogo existir algum dia: Nulas. Se a Nintendo lançasse um jogo desses, perderia sua imagem de companhia que cria jogos para a família. Além disso, seria banalizar um personagem fantástico como Samus. Bem, não custa nada sonhar…

Não me mate por favor! Esse post é só uma brincadeira!

Não me mate por favor! Esse post é só uma brincadeira!